Zailde mais conhecida como Zaza 13006

•29/09/2011 • Deixe um comentário

0

Anúncios

Cursos Gratuitos de turismo e informática.

•15/09/2011 • 1 Comentário

1 Ano de Comunidade à Vista

•09/09/2011 • 2 Comentários

Estamos em Setembro, o mês que surgiu o Blog Comunidade à Vista, como surgiu? através de uma ideia de jovens que participavam do Programa chamado Jovens Urbanos graças a essa iniciativa criamos esse blog que tinha por objetivo de se um projeto de apenas 4 meses que ninguém imaginaria que isso iria se levado tão a serio e hoje ele esta completando 1 ano de Existência, hoje não né porque hoje ainda ñ é o grande dia mas durante todo o mês de Setembro estaremos comemorando o 1º Aniversario do COMUNIDADE À VISTA.

Então fique ligado no nosso Blog e suas ultimas matérias, que sera muitas durante todo esse mês de Setembro. Aproveitem e nos ajudem com novas ideias de matérias sobre a região etc.

E você que esta ai no seu Orkut, Msn, Twitter, Facebook entre muitas outras redes Sociais, ajude a divulgar nosso Blog que em Breve terá muitas e muitas novidades e Premiações exclusivas que jamais você vera em outros Blogs

7 de Setembro, Hino da Independência do Brasil

•07/09/2011 • 1 Comentário

6/9 Dia do Sexo

•06/09/2011 • Deixe um comentário

Dia do Sexo: dez motivos para comemorar

Atividade sexual traz benefícios para a saúde

 

 

No dia 06 de setembro — sugestivamente, 06/09 — é comemorado o Dia do Sexo. A data é celebrada desde 2008, após uma ação de marketing de um fabricante de preservativos.

Algo tão bom quanto o sexo nem precisaria de motivos para ser praticado, certo? De qualquer maneira, Donna online lista 10 ótimas razões para aproveitar a ocasião e comemorar.

01) Sexo alivia as crises de enxaqueca
Dor de cabeça não é desculpa para fugir da relação. Pelo contrário. Segundo o ginecologista Neucenir Gallani, o orgasmo libera substâncias que atuam no sistema nervoso, como endorfinas.

— Elas diminuem a sensibilidade à dor — explica.

02) Sexo fortalece os ossos
Uma frequência regular de relações sexuais aumenta o nível de estrogênio no organismo. O hormônio feminino tem efeito protetor na saúde óssea, especialmente em mulheres que estão ou já passaram da menopausa.

03) Sexo combate a incontinência urinária
De acordo com Gillian Vanhegan, do Royal College Obstetricians and Gynaecologists, no Reino Unido, o sexo é uma boa forma para fortalecer a musculatura pélvica, que detém a urina. Conforme a idade avança, esses músculos vão enfraquecendo e a mulher pode desenvolver incontinência.

04) Sexo alivia as cólicas da TPM
Não é regra, mas acontece com algumas mulheres. Os movimentos realizados no ato sexual estimulam os órgãos internos, que ficam mais relaxados. Com isso, há diminuição das dores nos dias que antecedem a menstruação.

— Mas há mulheres que, na fase pré-menstrual, não têm disposição para o sexo e forçar a barra pode ser pior — alerta o médico Neucenir Gallani.

05) Sexo melhora o aspecto da pele
O que, para muitas, é apenas ditado popular, na verdade é comprovado por cientistas. Um estudo realizado pela Universidade Queens, no Reino Unido, apontou que o orgasmo libera hormônios ligados ao brilho e à textura da pele e dos cabelos. Além disso, a vasodilatação e o aumento da temperatura corporal causados pela atividade sexual contribuem para uma pele mais viçosa.

06) Sexo melhora o sono
O relaxamento que o orgasmo traz contribui para que você durma melhor — e não apenas no dias em que houver sexo. A reação tem efeito prolongado, devido à ação dos neurotransmissores que passam a agir no organismo com mais regularidade e numa quantidade maior.

07) Sexo diminui o estresse
O prazer associado ao sexo e às relações afetivas causa maior estabilidade emocional. Com isso, os níveis de estresse tendem a diminuir. O cortisol, conhecido como hormônio do estresse, também tem sua produção reduzida, conforme explica um estudo escocês publicado na revistaBiological Psychology.

08) Sexo queima calorias
Segundo a Associação Americana de Educadores e Terapeutas Sexuais, meia hora de sexo queima, em média, 85 calorias. Imagine o efeito acumulado de quem pratica o “exercício” regularmente…

09) Sexo aumenta a imunidade
Um estudo feito pela Wilkes University, nos Estados Unidos, mostrou que uma vida sexual ativa aumenta os níveis de um anticorpo responsável pela proteção do organismo contra infecções, gripes e resfriados.

10) Sexo ajuda a envelhecer melhor
Um estudo da Universidade da Califórnia (EUA) mostrou que mulheres que transam com regularidade têm uma velhice mais tranquila. Os pesquisadores concluíram que uma rotina sexual ativa após os 60 anos contribui para a qualidade de vida e a felicidade.

 

 

 

Dia Nacional de Combate ao Fumo

•29/08/2011 • Deixe um comentário

Há 25 anos era criado o Dia Nacional de Combate ao Fumo, pela Lei Federal nº. 7.488, mas a realidade ainda não é das mais animadoras. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), a cada ano, cerca de 5 milhões de pessoas morrem, em todo o mundo, devido ao consumo de produtos derivados do tabaco.

Nesse ritmo, a estimativa é de que, nos próximos 30 a 40 anos, 10 milhões de mortes ocorram por ano em decorrência do tabagismo, sendo 70% delas em países em desenvolvimento. No Brasil, estima-se mais de 200 mil mortes/ano.

No Vale do Paraíba a situação não é menos alarmante. Em São José dos Campos, por exemplo, doenças relacionadas ao tabaco mataram cerca de 4.500 pessoas nos últimos seis anos, sejam de problemas cardiovasculares, cânceres ou doenças respiratórias. Dados da Secretaria de Saúde do município aponta que o consumo diário de cigarros atinge de 15 a 20% da população local.

Na vizinha Caçapava, a prefeitura colocou em prática o projeto Caçapava Livre do Tabaco, que oferece acompanhamento para quem deseja abandonar o vício. São médicos, enfermeiros e fisioterapeutas, que avaliam a saúde do paciente, orientam sobre as dificuldades do período de abstinência e, por meio de parceria com o Ministério da Saúde, distribui remédios, gratuitamente, a comunidade.

De acordo com o médico Luiz Carlos Lenzi, da Unimed Caçapava, existem mais de 50 tipos de doenças ligadas ao tabagismo e o grande problema está no silêncio dos sintomas: “essas doenças, em sua grande maioria, demoram a apresentar sinais e quando aparecem, o diagnóstico pode ser tardio. Buscar ajuda o quanto antes é imprescindível, já que o corpo demora de um a dois anos para limpar os resíduos deixados pelo cigarro, e que não são poucos, cerca de 4,7 mil substâncias tóxicas diferentes”, conta.

Pesquisas alertam ainda que, embora a nicotina, substância presente no cigarro, estimule a atenção e a memória, e cause euforia, como qualquer outra droga, ela pode gerar confusão mental, ansiedade, insônia, nervosismo e depressão, além, é claro, da dependência.

Outra gama que preocupa os médicos são os fumantes passivos, que não fumam, mas inalam a fumaça alheia. Inclusive, de acordo com pesquisa da Universidade de Minnesota, a fumaça do cigarro começa a causar danos genéticos minutos após a inalação das substâncias tóxicas, e segundo a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, 26% dos brasileiros estão expostos à fumaça de cigarro durante quatro horas por dia.

Essa realidade expõe, inclusive, as crianças ao risco. Elas representam 40% das vítimas passivas dessa droga, segundo a OMS. Vivendo ao lado de adultos fumantes, elas inalam diariamente essa fumaça e podem desenvolver graves problemas respiratórios, em especial a pneumonia, além de correrem o risco de ter seus pulmões lentificados. Já as crianças nascidas de mães fumantes podem apresentar atrasos no aprendizado durante o período de alfabetização.

Cigarro: qual é o seu tipo de dependência?

No Dia Nacional de Combate ao Fumo, descubra seu grau de vício e largue o cigarro!

POR CAROLINA GONÇALVES

Segundo dados da Pesquisa Especial de Tabagismo (PETab), feita em 2008, mais da metade dos fumantes do Brasil (52,1%) disse que pensava ou planejava parar de fumar. Quando se decide largar o vício, é necessário antes de qualquer coisa identificar o grau e o tipo de dependência que você tem. De acordo com a especialista em tabagismo da Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas, Sabrina Presman, existem três níveis de dependência: físico, psicológico e comportamental.

É importante ressaltar que esses tipos de dependência podem aparecer juntos em uma mesma pessoa, em maior ou menor grau. Pessoas que fumam há pouco tempo podem não possuir a dependência física, por exemplo, enquanto pessoas com dependência física podem não desenvolver a psicológica. ?Por isso, é importante fazer uma avaliação para entender quais as funções que ocigarro apresenta naquela pessoa?, diz Sabrina.

Faça agora mesmo o teste, descubra qual é o seu tipo de dependência e não se esqueça de procurar um médico, que te ajudará a largar esse vício!

para fase o teste é só acessa esse LINK abaixo:

http://msn.minhavida.com.br/conteudo/13721-Cigarro-qual-e-o-seu-tipo-de-dependencia.htm

Em nossa Galeria de Fotos você encontra algumas fotos para você pensa bem antes de fumar.

Você vai entra no mundo dos Bonecos

•15/08/2011 • Deixe um comentário